Uma loucura de amor



Já era madrugada
Quando me telefonou.

O meu pai na extensão
Nosso plano escutou.

Ainda assim, com medo,
Meu coração não titubeou.

Arrumei as minhas coisas
Corri pelas escadas
Sequer lembrei-me do elevador.

E lá fora, na penumbra
Esperava-me o amor.

Doce, terno apaixonado…
Trazia-me uma flor.

Foi a noite mais bonita
Que vivi em toda a vida!

Sonho lindo que ficou
De um amor adolescente
Uma loucura de amor.




«S.L.»